Mais 10 Coisas que você não sabia sobre X-Men: Evolution



X-Men: Evolution é a animação mais popular entre os fãs que nasceram no fim dos anos 90 e início dos anos 2000. Focada muito mais no desenvolvimento dos personagens do que na própria ação e até mesmo do que na fidelidade, o desenho que era exibido nas manhãs do Bom Dia e CIA tem uma legião de fãs. Essa semana, Evolution completou 20 anos de sua primeira exibição no canal Kids’ WB (Warner Brothers Kids), e por isso, o UX traz uma segunda parte com 10 coisas que você pode não saber sobre X-Men: Evolution.


⊗ 1. Homem de Gelo quase esteve na equipe inicial

Dos 5 X-Men originais da Primeira Classe, Somente Jean Grey e Ciclope fazem parte da equipe no início da série. Enquanto Homem de Gelo e Fera entram só depois, Anjo sequer fez parte oficialmente da equipe. No entanto, isso poderia ter sido um pouco diferente.

Quando a produção estava ainda em seu início, Bobby Drake, o Homem de Gelo estava incluído para fazer parte da primeira equipe. No entanto, devido a essência da mensagem de inclusão dos X-Men, os produtores acreditaram que deveriam ser mais representativos e por isso criaram o personagem Spyke para deixar o elenco da série mais diversificado. Bobby então foi introduzido no primeiro episódio da segunda temporada.


⊗ 2. Falta de destaque de Wolverine

De acordo com o Produtor/Escritor/Diretor Boyd Kirkland, suas mãos sempre estiveram atadas com relação a Wolverine por duas razões: A primeira, é que para dar destaque ao personagem, era necessário manter sua essência com o aspecto de sua natureza violenta e isso não era possível num desenho infantil. A segunda, era por ele ser um personagem adulto e a Warner queria que todas as histórias se concentrassem principalmente nos personagens jovens.

Foi essa a razão pela qual os produtores criaram a personagem X-23, para ter uma “versão” jovem do Wolverine sem passar pos cima das ordens de seus superiores.


⊗ 3. Primeira temporada mais lenta por causa da Warner

Muitas pessoas mais velhas acreditam que a qualidade de X-Men: Evolution é ruim por terem assistido apenas a primeira temporada que é mais lenta e infantil, no entanto, a animação teve sua primeira temporada restringida pela Warner e por isso sua qualidade é inferior. O canal acreditava que animações como Batman: A Série Animada (1992) eram muito sombrias e maduras para o público infantil que eles estavam tentando alcançar, então eles proibiram algumas escolhas criativas.

Depois que a primeira temporada foi ao ar e provou ser um grande sucesso, a Warner afrouxou um pouco mais as rédeas nas temporadas seguintes. O lado bom disso, de acordo com Boyd Kirkland, é que ele sempre quis que a série fosse mais voltada para o desenvolvimento dos personagens do que para uma grande história de ação, então as restrições realmente ajudaram nisso. Os momentos mais arriscados com o decorrer da animação se tornaram mais marcantes e comoventes por causa do tempo que os criadores gastaram fazendo com que o público conhecesse e simpatizasse com os personagens.


⊗ 4. Referência a Excalibur

Nos episódios Horizonte Negro parte 1 e 2, nós temos os X-Men e os Acólitos de Magneto se juntando para explorar a “tumba” de Apocalipse, alí, as estátuas de pedra protetoras do local se ativam e atacam os invasores. A batalha acaba separando os mutantes em “times” e um deles é Colossus, Kitty e Noturno.

Esse time em específico não foi separado a toa, no final dos anos 90, esses três mutantes faziam parte da equipe Excalibur. A HQ acabou sendo cancelada em 1998 devido ao baixo número de vendas, dessa forma os 3 mutantes poderiam voltar aos X-Men.


⊗ 5. Estúdio proibiu aparência de Morlock para Spyke no início

Boyd Kirkland sempre quis que Spyke tivesse um arco “trágico”, pois seus poderes o desfigurariam e o impediriam de se misturar à sociedade. A Warner não quis que isso fosse feito nas primeiras temporadas pois o tema era muito obscuro para eles.

Por isso, esse arco só foi feito mais tarde pois a produção queria mostrar que grandes poderes trazem responsabilidades, e a história de Spyke era uma maneira poderosa de fazer isso. Isso também deu ao personagem mais profundidade, e ele ficou muito mais interessante quando reapareceu depois de se juntar aos Morlocks.


⊗ 6. Produtor queria contar como Professor X ficou paraplégico

Duas histórias que Boyd Kirkland sempre quis contar, mas não conseguiu fazer a emissora se interessar, foram como o Professor X perdeu o movimento de suas pernas e como ele conheceu Magneto. A intenção era aprofundar e desenvolver esses personagens. Kirkland achava que a versão em quadrinhos da história de Xavier não era tão boa, e achou que ele poderia inventar algo melhor.

⊗ 7. Por que o nome do Professor X não aparece na abertura?

A abertura da animação destaca cada membro dos X-Men e mostra um breve clipe de seus poderes. O único membro da equipe principal que não aparece é o Professor X. O nome do personagem foi removido pelo canal, pois eles acreditavam que ele era muito velho e não deveria aparecer para o seu público-alvo. Uma nova abertura estreou na terceira temporada, presumivelmente para incluir os novos personagens e embora Professor X tenha continuado de fora, Fera foi introduzido.


⊗ 8. Kitty Pryde é judia como nas HQs

Na segunda temporada, no episódio especial de Natal “Nas Asas do Anjo”, nos minutos finais do episódio nos é mostrada uma montagem com os X-Men passando esse momento especial com suas famílias. Kitty foi passar o Natal com seus pais e nesse momento vemos ela acendendo uma vela em um candelabro.

O candelabro mostrado trata-se de um Menorá, um candelabro comumente composto de sete braços, com a estrela de Davi em seu centro. É um dos principais e mais difundidos símbolos do Judaísmo. Inexplicavelmente, não temos nenhum momento semelhante com relação a Noturno, que nos quadrinhos é extremamente religioso.


⊗ 9. Personagens com nomes alterados

Alguns personagens tiveram seus nomes completamente alterados ou diferenciados de suas contrapartes nos quadrinhos.

  • Destrutor: Alex Summers embora ainda tenha sido mencionado assim, na animação seu nome oficial é Alex Masters, isso porque ele foi adotado na infância.
  • Sanguessuga: Embora nos quadrinhos seu nome seja James e ele seja chamado de Jimmy, em X-Men Evolution seu nome é Dorian Leech. Vale lembrar que “Leech” é o codinome do mutante, que inglês significa sanguessuga.
  • Avalanche: Nos quadrinhos, Avalanche é descendente de gregos e seu nome verdadeiro é Dominikos Petrakis
  • Groxo: Nos quadrinhos o nome original de Groxo é Mortimer Toynbee, em X-Men Evolution foi mudado para Todd Tolansky.

⊗ 10. Mística quase teve um visual nú como nos filmes

Steve E. Gordon, criador do design dos personagens nunca ficou feliz com o que fez com a Mística originalmente. Gordon sentiu que ela parecia muito antiquada, mas o relógio estava correndo e ele simplesmente ficou sem tempo de fazer um design melhor. O segundo visual de Mística foi influenciado pelo longa X-Men: O Filme (2000) e também por um melhor entendimento do que Mística precisava ser como personagem. Gordon admitiu que se pudesse ter feito a personagem nua como nos filmes teria feito. No entanto, a Kids’ WB não aceitou. Ele também tentou fazê-la fisicamente mais imponente, mas não gostou do resultado e então a deixou mais esguia.

Esse visual mais forte e mais semelhante a X-Men: O Filme foi mostrado no episódio 13, O Caldeirão parte 2, quando Magneto leva os mutantes até o Asteroide M para colocá-los em sua máquina de ampliação de poderes. Mística acaba entrando na máquina e quando sai, ela está muito mais forte, com seu corpo coberto de escamas.


Menção Honrosa

⊗ Nos quadrinhos Amanda já foi Magia, a Senhora do Limbo

Em X-Men Evolution Kurt Wagner ou Noturno possui um interesse amoroso, Amanda Sefton. O que muitos não sabem, é que Amanda Sefton nos quadrinhos é um nome falso utilizado pela feiticeira Jimaine Szardos (também interesse amoroso de Noturno). Jimaine adotou o nome Amanda quando seguiu Noturno até os Estados Unidos.

Durante a saga A Canção do Carrasco, Illyana Rasputina, também conhecida como Magia, foi infectada pelo vírus Legado e acabou morrendo. A Espada da Alma acabou ficando com os X-Men e depois foi parar na mão da também feiticeira Margali Szardos, mãe de JImaine, que foi sequestrada por Belasco e levada para o Limbo junto com sua filha. Mãe e Filha se juntaram a Noturno para derrotar o demônio. Com Belasco derrotado e Margali incapacitada, Amanda teve de permanecer no limbo para impedir que uma possível invasão na Terra por criaturas malignas acontecesse, assim ela assumiu título de Senhora do Limbo e recebeu o codinome Magia II. Anos depois ela apareceria novamente após ser expulsa do Limbo por Belasco.


Você conhecia todas essas curiosidades? Diga quais delas você não sabia nos comentários. Diga também se há alguma que você acredita que deveria estar na lista. Confira abaixo a primeira parte desse artigo.

Fonte: IMDB