10 destinos piores que a morte no Universo X-Men



Os protetores da espécie mutante, os X-Men, não apenas lutam por um futuro melhor – eles lutam por suas vidas. Enquanto eles enfrentam ditadores genocidas, exterminadores robóticos, inimigos mutantes e deuses, o destino do mundo ou do universo está frequentemente em jogo. Embora os riscos sejam sempre altos durante essas missões, os escritores não podem simplesmente matar os personagens à vontade e mesmo que a série de quadrinhos já exista há quase 60 anos, nenhum dos membros fundadores da equipe morreu permanentemente.


Já que a equipe da Marvel não pode matar permanentemente os personagens principais, eles precisam encontrar maneiras criativas de manter a tensão nas histórias dos X-Men. Ao longo dos anos, os mutantes se encontraram em circunstâncias tão terríveis que a morte teria sido vista como uma misericórdia. O que você faria se o único propósito do seu poder mutante fosse matar? Imagine como seria terrível ficar preso em sua própria mente? Como você poderia viver sabendo que é o responsável pela destruição da sociedade?

A morte é horrível, mas isso é história em quadrinhos, e as mentes por trás da Marvel inventaram todos os tipos de destinos terríveis e distorcidos para sobrevir aos nossos amados mutantes. Confira aqui alguns dos piores:

⊗ 10. Virar o Massacre
10 destinos piores que a morte no Universo X-Men

Bishop é um mutante que vive em um futuro distópico, onde sua espécie vive em pobreza e campos de concentração. Seu aliado, LeBeau, informou que a humanidade entrou em colapso em 1996 depois que os X-Men foram mortos por um traidor da equipe. Bishop decide voltar no tempo para parar este traidor antes que eles tenham a chance de exterminar os protetores da espécie mutante.

Depois que Bishop viaja para a linha do tempo atual, ele fica perplexo ao saber que o traidor…é o Professor Charles Xavier. Mas como? Bem, o mentor dos X-Men estava tão aterrorizado que pudesse perder o controle de seus poderes que selou todas as suas emoções negativas há muitos anos. Após várias décadas, esses pensamentos sombrios aumentaram exponencialmente, transformando o professor em uma entidade sombria chamada Massacre. Os X-Men conseguiram separar Xavier de Massacre, mas a criatura malévola tinha se tornado tão poderosa naquele ponto que virou autossustentável.

Embora tenha sido derrotado pelos super-heróis da Terra, foi apenas depois que centenas de civis foram mortos. Xavier ficou horrorizado ao saber que quase destruiu o mesmo mundo que jurou proteger.

⊗ 9. Ser contaminado por um vírus tecno-orgânico

Quando o filho de Ciclope, Cable, era uma criança, o Apocalipse o infectou com um vírus tecno-orgânico. Uma vez infectado, o vírus converte todas as células em material mecânico. Depois que o hospedeiro for completamente consumido, ele se torna um autômato. Ele ainda estará tecnicamente vivo, mas seu único propósito será infectar outras formas de vida com esta doença terrível.

Como Cable é telecinético, ele conseguiu desacelerar a doença metálica que se espalhava por seu corpo. Mas, como não há cura, Cable precisa usar suas habilidades psíquicas a cada momento, todos os dias, para manter o vírus sob controle. Por mais exaustivo que seja, ele não tem escolha, já que o destino alternativo é muito, muito pior.

Se Cable soubesse de fato que estava prestes a ser totalmente consumido pelo vírus, talvez preferisse morrer. Infelizmente, isso não funcionaria porque o vírus se espalha pela matéria morta. Por mais horrível que seja, é seguro apostar que Cable terá que encontrar uma maneira de suportar sua condição pelo resto da vida.


⊗ 8. Sua mente fragmentada em mil pedaços

O filho de Charles Xavier, David Haller, pode dar a si mesmo qualquer poder que desejar, tornando-o teoricamente o mutante mais poderoso da Terra. Infelizmente, Haller é incapaz de controlar suas habilidades devido à sua esquizofrenia e transtorno dissociativo de identidade. Cada vez que ele dá a si mesmo um novo poder, sua psique se divide em uma nova personalidade. Ao longo dos anos, ele criou mais de mil personas, cada uma com sua mutação única.

Legião pode sentir suas personalidades lutando constantemente pelo controle de seu corpo. Quando Xavier soube disso, ele entrou na mente de seu filho para compartimentar suas personas mais insidiosas em uma prisão mental. Mas quando Xavier morreu, David teve um colapso mental, liberando cada uma de suas identidades.

David vive com medo constante de que uma de suas personalidades consuma o mundo ou destrua irreparavelmente a linha do tempo e, portanto, se convenceu de que é muito perigoso para existir. Mas, devido à natureza única de sua mutação, se matar apenas acaba com a vida de uma de suas personas.

⊗ 7. Ficar preso no plano astral

O Rei das Sombras é uma força malévola que afirma ser a pura personificação do ódio da humanidade. Já que ele não tem um corpo físico(atualmente, ele tem), esse fantasma nebuloso vive dentro do Plano Astral; uma dimensão alternativa composta de entidades não corporais. Como telepatas como o professor Charles Xavier usam o plano astral para projetar sua consciência, o Rei das Sombras teve muitos encontros com ele. Seu poder pode ser poderoso no mundo físico, mas no Plano Astral, ele é quase onipotente. Se um psíquico tiver a infelicidade de topar com ele enquanto estão viajando pelo reino etéreo, o Rei das Sombras irá prender sua consciência lá pelo tempo que desejar.

Como o tempo funciona de maneira diferente nesta dimensão, ele pode manter suas vítimas lá por eras enquanto pouco tempo se passa no mundo real. Uma vez, ele torturou Wolverine no Plano Astral por 20 anos. Durante o arco A vida de X, ele prendeu o Professor X em seu domínio por mais de um milênio!

O pior é que enquanto seus prisioneiros estão presos em seu terreno psiônico, O Rei das Sombras tende a usar seus corpos físicos para cometer atrocidades no mundo, enquanto as vítimas ficam impotentes mas com plena consciência do que está acontecendo.

⊗ 6. Ser escravizado para entretenimento

O Mojoverse é um reino onde todos os habitantes são obcecados por reality shows(Isso soa um pouco familiar). O governante da dimensão, Mojo, controla milhares de canais, cada um com dezenas de reality shows. Agora, esses programas são um pouco diferentes de Big Brother ou A Fazenda. No mundo de Mojo, o concorrente perdedor em qualquer um de seus shows é condenado à morte.


Só para ficar claro, esses pobres participantes são mortos…por entretenimento. Parece o motivo mais mesquinho para matar alguém, mas é assim que Mojo paga as contas. Pode ser cruel, mas em seu mundo, os telespectadores estão ansiosos para assistir as pessoas, especialmente mutantes, participarem de um de seus shows doentios. O pior é que não há “vitória” no Mojoverse. Se um competidor sobreviver, ele será inserido em outro programa. E outro. E outro. Algumas das vítimas de Mojo foram forçadas a jogar para sua diversão durante anos. Para outros, já se passaram décadas.

Depois que Mojo seleciona seus competidores, é seguro apostar que eles o servirão pelo resto de suas vidas. Como não há como escapar, muitas de suas vítimas se recusam a jogar o jogo e aceitam a morte de boa vontade.

⊗ 5. Ser um rastreador

Um dos piores destinos que um mutante pode ter é a escravidão. Em muitas ocasiões, os membros dos X-Men foram forçados pelos Sentinelas a construir armas ou realizar trabalhos brutais em Genosha.

Uma pessoa que conhece muito bem a escravidão é Rachel Summers. Rachel nasceu em um futuro alternativo onde matar mutantes é a norma. Neste mundo, o caçador cibernético, Ahab, criou Rachel desde a infância para ser seu próprio Cão de Caça – um mutante com lavagem cerebral condicionado a caçar e matar sua própria espécie. Ahab é tão sádico que mantém seus rastreadores na coleira e marca seus rostos com cicatrizes permanentes.


Rachel finalmente se libertou do controle de seu mestre e viajou para a linha do tempo presente, na esperança de evitar que seu futuro apocalíptico se tornasse uma realidade. Mesmo depois de ter feito um lar com os X-Men, ela foi consumida pela culpa e vergonha por todas as vidas que tirou enquanto estava sob o controle de Ahab. Ela também vive em constante terror de que a programação de Ahab seja reativada, fazendo com que ela volte a ser uma assassina mutante.

⊗ 4. Jeffrey Treemont

Em algum momento, todos nós pensamos em como seria legal ter superpoderes. Mesmo que os mutantes fiquem apavorados quando suas habilidades são ativadas pela primeira vez, não demora muito para que eles pensem que é a coisa mais legal do mundo. Ser capaz de voar. Teleporte-se para qualquer lugar com um pensamento. Legal não!?

Infelizmente, nem todos têm a mesma sorte. Em Fabulosos X-Men #408, somos apresentados a Jeffrey Treemont; o CEO de uma empresa multimilionária. Apesar de sua riqueza, Treemont viveu uma vida de miséria devido à sua infeliz mutação. Suas células se rompem muito rapidamente, fazendo com que ele envelheça duas vezes mais rápido do que o normal. Essa habilidade infeliz o levou a desenvolver todos os tipos de doenças físicas associadas à velhice enquanto estava no auge de sua vida.


Agora, por causa de sua vasta riqueza, você presumiria que ele teria acesso aos melhores medicamentos que o dinheiro pudesse oferecer. Certamente ele pode aliviar a dor com comprimidos ou morfina, certo? Não, já que a mutação de Treemont lhe dá imunidade a todos os medicamentos. Ele não apenas vivia em agonia permanente, como também não havia nada que pudesse se fazer para aliviar a dor. Apesar de seu poder e fama, ele ficou aliviado na hora de sua morte.

⊗ 3. Destruir uma linha do tempo

Em muitos futuros alternativos, os X-Men falharam em trazer paz para a espécie mutante, forçando-os a voltar no tempo e tentar novamente. Infelizmente, os X-Men foram vítimas de profecias autorrealizáveis ​​mais vezes do que podem contar. Quase todas as vezes que eles tentam consertar a história, eles a tornam pior. Bishop, foi enviado ao presente para ajudar os X-Men a prevenir o Armagedom. E o que ele fez? Ele atirou na cabeça do Professor X e tentou matar Hope Summers, quando ainda era uma bebê.

Quando o filho de Charles Xavier, Legião, se convenceu de que o mundo seria melhor se Magneto nunca existisse, ele voltou no tempo para matar o Mestre do Magnetismo quando jovem. Em vez disso, ele acidentalmente matou seu pai, causando uma desordem no mundo, o que permitiu que o Apocalipse assumisse o controle da América do Norte.


Em histórias recentes, o futuro filho de Ciclope e Jean Grey, X-Man, viajou até o presente e matou os X-Men, acreditando que eles foram responsáveis ​​por causar mais tragédias do que impedi-las. 

⊗ 2. Fazer parte da ninhada

A ninhada é uma raça alienígena parecida com uma colmeia que impregna suas vítimas com ovos que, ao chocarem, transforma os hospedeiros em uma espécime da ninhada. Ao longo dos milênios, esses parasitas conquistaram milhares de mundos e converteram trilhões de formas de vida. Agora, os X-Men tentam ao máximo não tirar uma vida a menos que seja absolutamente necessário. Eles entendem a natureza da ninhada, eles estão cientes de que cada uma dessas criaturas são vítimas. Mas quando estão sendo atacados por milhares ou milhões de ninhadas simultaneamente, os super-heróis não têm escolha a não ser lançar uma força letal contra eles.

A única coisa pior do que lutar contra esses insetóides é se tornar um. O processo de transformação expurga a personalidade de uma pessoa, transformando o hospedeiro em um assassino sem mente. Wolverine matou várias pessoas que conhecia depois que foram consumidas pela Ninhada porque acreditava que a morte era um destino melhor.


Quando o Professor X foi implantado com um ovo de ninhada, ele implorou que Ciclope o matasse para evitar viver na servidão da Rainha de Ninhada. Felizmente, a mente de Xavier foi transferida para um corpo clonado antes que o fundador dos X-Men fosse consumido pelo filhote.

⊗ 1. Ter o pior poder mutante possível

Em Ultimate X-Men #41 um adolescente chamado “J” vai para a escola, ficando cada vez mais preocupado quando percebe que não há ninguém por perto. Momentos depois de chegar à escola, J testemunha cada aluno explodindo em chamas diante de seus olhos. Dias depois, Nick Fury localiza J em uma caverna e pede a Wolverine para rastreá-lo. O X-Man explica ao adolescente que seu gene mutante foi ativado alguns dias atrás. Seu poder faz com que seu corpo irradie toxinas, matando toda a vida orgânica ao seu redor. Só de andar pela vizinhança outro dia, J matou 265 pessoas.

Wolverine tenta tranquilizá-lo, dizendo que ninguém saberá que ele foi o responsável porque uma reportagem de capa culpará um vazamento de gás pelas mortes. Quando J diz que precisa ir a público confessar o que fez, Wolverine insiste dizendo que ele não pode, porque se for descoberto que um mutante fez isso por acidente ou de propósito, a situação só pioraria para a mutandade.

Mesmo que J fosse uma vítima de sua mutação, Wolverine sabia que matá-lo seria um ato de misericórdia. Enquanto a criança chora histericamente, tudo o que Wolverine consegue dizer é: “Desculpe, garoto”. antes de fazer o impensável e matá-lo ali mesmo.

Você consegue pensar em um destino pior que a morte no Universo X-Men?

Fonte: WhatCulture