Conheça Danger Room Protocols a animação que a Marvel proibiu

Share Button

No final de 2015 e inicio de 2016 os fãs receberam uma notícia que na época foi maravilhosa. O Ilustrador, animador, artista 3D e fã canadense dos Mutantes Joel Furtado faria uma nova animação dos X-Men. Chamada de X-Men: Danger Room Protocols, uma animação ambientada na Sala do Perigo do Instituto Xavier, mostrando em cada episódio 2 dos X-Men cooperando e batalhando nos perigosos treinamentos da sala. No entanto, a Marvel solicitou que Joel parasse com o projeto, e foi o que aconteceu. Conheça um pouco melhor a animação (Inclusive assistindo alguns episódios abaixo) e descubra tudo o que ocorreu para seu cancelamento.


⊗ Produção

O artista trabalhou durante 6 meses, 7 dias por semana do ano de 2015 no projeto e arcou com todos os custos da animação, que pela qualidade devem ter sido bem altos. A ideia inicial de Joel era produzir 18 episódios, com duração de 4 minutos cada um deles. Segundo Furtado, X-Men: A Série Animada foi uma grande influência para o seu trabalho. Seu objetivo então era trazer a nostalgia dos anos 90 para sua animação. Joel também tinha a intenção de colocar personagens não muito explorados nos filmes para serem destaques junto com os X-Men famosos.

“Queria muito trazer um sentimento de nostalgia com o projeto. Eu ainda me mantenho atualizado com os quadrinhos atuais, mas sinto que toda a experiência dos X-men mudou muito. A lista para mim era uma boa mistura da série animada e dos quadrinhos. Em alguns casos, esses personagens nunca apareceram em uma versão cinematográfica, então é muito legal trabalhar com eles. ”

As vozes e efeitos usados na animação saíram dos jogos de videogame dos X-Men, uma coisa que posteriormente acabou se tornando um problema.


⊗ A repercussão

Joel não anunciou sua animação, então os fãs não sabiam o que veriam. No entanto, no dia 16 de janeiro de 2016, todos nós fomos brindados com a incrível abertura de Danger Room Protocols. O vídeo Imediatamente se tornou viral, e todos os interessados gostariam de saber sobre o que se tratava tudo aquilo. No vídeo, que conta com uma versão da trilha sonora animação dos anos 90, vemos os principais X-Men se preparando para lutar na Sala do Perigo.


⊗ O primeiro episódio e o início de um sonho

O primeiro episódio foi lançado pouco tempo depois. Nele, nós vemos o Professor X preparando uma sessão na sala do perigo para Jean Grey e Wolverine. Os X-Men trabalham juntos para eliminar uma série de robôs Sentinelas, contudo, surgem as Sentinelas do futuro, os Nimromd. Muito mais poderosas do que as comuns, seus ataques incessantes fazem com que Jean perca o controle de seus poderes, despertando primeiramente a Fênix e posteriormente, a Fênix Negra.

Abaixo, você pode conferir a parte 1 do primeiro episódio de 3 partes. Ela está numa playlist contendo as outras duas partes. Mais abaixo nesse artigo você também poderá conferir mais episódios.


⊗ O Cancelamento pois deu tudo errado

Com a repercussão extremamente positiva vinda do primeiro episódio, não houve surpresa quando descobrimos que até a Marvel tinha conhecimento da animação. O que foi uma surpresa no entanto, foi o fato deste primeiro episódio ter sido removido por infringir direitos autorais, e logo depois, Joel anunciar o cancelamento do projeto antes mesmo do segundo episódio ser lançado.

Com as constantes perguntas que recebeu, Joel Furtado postou um vídeo no youtube falando um pouco sobre o assunto. O artista se mostrou extremamente chateado com a postura da Marvel e disse o seguinte:

Eu não pensei que a Marvel reagiria desse jeito, esse é um resultado um pouco chocante para mim. A coisa que mais me deixou com o coração partido de toda essa experiência, não foi eu ter de jogar todo o meu projeto no lixo, ou perder todo o meu dinheiro fazendo isso. A coisa mais triste é que esta empresa que eu idolatrei toda a minha vida, e eu finalmente estou encontrando-a pela primeira vez profissionalmente, e esta é a experiência em que isso aconteceu, onde agora a Marvel está olhando para mim como se eu fosse um inimigo para eles. E isso nunca foi o que eu quis.


⊗ A briga pelos direitos cinematográficos

A essa altura, não é nenhum segredo toda a briga entre Marvel e Fox pelos direitos cinematográficos dos X-Men. Houve todo um processo de boicote com relação aos X-Men durante anos. Durante um tempo, os quadrinistas foram proibidos de criar novos mutantes para que eles não se tornassem propriedade da Fox. Além disso, os mutantes foram removidos ou não apareciam mais em jogos de videogame. Por fim, até mesmo do poster anual da Marvel os X-Men não mais faziam parte.

Aparentemente, Joel Furtado e X-Men: Danger Room Protocols foram pegos nessa briga. A presença de uma animação poderia tornar os X-Men mais populares, e não era isso o que Ike Permulter queria. Os fãs não foram os únicos a perceber esse fato. Larry Houston, produtor e diretor das animações: X-Men: A Série Animada e Pryde of the X-Men postou o seguinte comentário no vídeo de Joel:

ENTENDA MELHOR: Ike Permulter e o Boicote dos X-Men

Como Diretor da animação de TV da década de 90 X-Men: The Animated Series, eu quero aplaudir seus esforços, Joel, e eu respeito a paixão que você colocou em seu trabalho. Infelizmente, a Marvel com quem eu trabalhei, e a Marvel/Disney (M/D) que você teve essa experiencia, não são a mesma empresa, eles são muito litigiosos.

Um departamento de relações públicas muito inteligente teria encontrado uma maneira de trabalhar com você para ter os seus interesses protegidos e a publicidade gratuita que você gerararia seria um ganho para ambos os lados. Mas M/D realmente quer os direitos sobre os X-Men de volta, e seu trabalho de alta qualidade e publicidade não é o que eles querem que aconteça neste momento.

Um departamento de relações públicas muito inteligente teria encontrado uma maneira de trabalhar com você para que os seus interesses sejam protegidos e a publicidade gratuita que você gerararia seria um ganho para ambos os lados. Mas M/D realmente quer os direitos sobre os X-Men de volta, e seu trabalho de alta qualidade e publicidade não é o que eles querem que aconteça neste momento.

M/D tomou medidas extremas para minar a franquia, reescrevendo sua mitologia dos quadrinhos para substituir a palavra mutante para Inumanos, em um grande jogo de poder contra Fox. Agora você está, oficialmente, sendo parte do dano colateral na batalha corporativa contínua de egos.


⊗ Postagem nas redes sociais

Restou como alternativa para os fãs uma única opção, se conformar, ficaríamos sem ver mais nada sobre Danger Room Protocol. Mas não foi assim que Joel deixou as coisas acontecerem.

Visto que foi alegado que o áudio dos videogames foi o que supostamente infringiu os direitos autorais, o artista publicou algumas atualizações de seu trabalho em suas redes sociais, mas sem os áudios. Neles tivemos vários desenhos do artista, além de uma série de videos que somados formaram dois novos episódios.

⊗ Episódios 2 e 3

Abaixo, você poderá conferir os outros 2 episódios liberado por Joel em suas redes sociais. No episódio 2 temos Tempestade e Ciclope enfrentando alguns clones e posteriormente o Sr. Sinistro.

No episódio 3 no entanto, vemos Psylocke e Noturno enfrentando a mutante Espiral e o Samurai de Prata.

Depois de tudo, a Marvel também convidou Joel para trabalhar no jogo Marvel Contest of the Champions, onde o artista trabalhou no design de alguns personagens. Mas infelizmente Joel confirmou que Danger Room Protocols estava realmente cancelada.


Você conhecia X-Men Danger Room Protocols? O que acha dela? Gostaria de ter visto os outros episódios? Diga o que pensa nos comentários.

Confira o Instagram de Joel Furtado.

Share Button
(Visitado 6.119 vezes, 5 visitas hoje)