15 anos de X-Men no cinema – Curiosidades sobre X-Men: O Confronto Final!

Share Button
     
x-men-the-last-stand-x-men 3.19148

X-Men: O Confronto Final ou simplesmente X-Men 3, foi um divisor de águas na franquia dos mutantes, há aqueles que amem o filme, mas também aqueles que odeiem. Ao passo que o filme inseriu grandes sequencias de ação e efeitos bem superiores, o filme pecou completamente ao adaptar uma das sagas mais icônicas da história dos quadrinhos, a saga da Fênix Negra. Mas mesmo se você não gostou do filme, há curiosidades que podem lhe interessar, confira elas abaixo.

Troca de diretores

X-Men: O Confronto final foi o primeiro filme da saga que não contava com Bryan Singer na direção, Singer saiu da franquia para dirigir Superman: O Retorno e logo em seguida voltar para a franquia X-Men, porem a 20th Century Fox decidiu que o filme deveria sair ainda em 2006 e por isso decidiu contratar Matthew Vaughn, que acompanhou o desenvolvimento da produção e do roteiro mas desistiu do projeto apenas 9 semanas antes do início das filmagens. Ele alegou que a agenda do filme era muito extensa e o afastaria de sua família. Foi então que Brett Ratner assumiu o papel de diretor da franquia.

Cena de abertura

No início do filme, há uma simulação da sala do perigo, nela há a referência de “Dias de um Futuro Esquecido”, um futuro caótico onde as sentinelas tomaram o controle do mundo. 8 anos depois a saga foi adaptada no filme X-Men: Dias de um Futuro esquecido, que ironicamente praticamente apagou a existência de X-Men 3 da franquia.
Ainda na simulação Wolverine pede para que Colossus o arremesse na sentinela, este movimento é uma referência ao movimento treinado pelos personagens nos quadrinhos.

Jovens novamente

Para o flashback de abertura do filme na casa dos Grey, a produção de efeitos especiais do filme utilizou um programa para “rejuvenescer” Ian McKellen e Patrick Stewart, para isso utilizaram fotos antigas dos atores para que eles parecessem 20 anos mais jovem digitalmente.

Referência de trabalho

Na primeira cena do Anjo, Dra. Rao abre uma caixa que contém a cura, cujo código é XM89248. O primeiro trabalho do quadrinista Jim Lee com os X-Men foi em em “Uncanny X-Men” n º 248 (1989).

Primeira Classe

 

X-Men 3 é o único filme da franquia que possui os 5 membros originais dos X-Men (Ciclope, Jean Grey, Anjo, Fera e Homem de Gelo), mesmo que nem todos lutem do mesmo lado, ou sequer apareçam juntos em cena ao mesmo tempo.

Revista sobre mutações

Na primeira cena do Dr. McCoy, ele é visto lendo um exemplar da revista “Scientific American”, que apresenta como matéria de capa “Rastreamento de Mutações”. A edição é verdadeira, e foi lançada em outubro de 2005.

Fênix de dupla personalidade

Por sua dupla função como Jean Gray / Phoenix, Famke Janssen pesquisou extensivamente transtornos de identidade dissociativa e dupla personalidade para fazer uma convincente performance. Você acha que deu resultado?

Redução de papéis

Rebecca Romijn (Mística) e James Marsden papéis (Ciclope) tiveram seus papéis reduzidos substancialmente quando o filme apressou sua produção e os dois membros do elenco tinham conflitos de agenda. James apareceu no filme por um total de 4 minutos e 40 segundos. Nos quadrinhos, Ciclope era uma personagem principal do enredo Fênix/Fenix Negra no qual a história deste filme foi baseada.

Kitty Pryde ganha seu destaque

Brett Ratner escalou Ellen Page como Kitty Pryde depois de ve-lá em Menina Má.com (2005). Ela inicialmente recusou o papel, mas depois de Ratner ligar pessoalmente para ela com o script, ela concordou em fazer o papel. Kitty Pryde até então era uma personagem que fazia pequenas participações nos primeiros filmes, mas só foi em X3 que ela entrou pra equipe.

Roda a roda Tempestade

O acrobacias rodopiando em cabos realizadas por Halle Berry a fizeram ficar tão enjoada que ela vomitou em uma cena, e a equipe teve que passar a levar baldes para ela antes de filmar suas cenas de luta. (Não entendeu a imagem? Clique aqui)

Maquiagem do Fera

A Maquiagem de Kelsey Grammer levava entre 3 a 4 horas para ficar pronta, o ator disse que era muito difícil permanecer com a maquiagem e a roupa porque tinha uma sensação claustrofóbica, tinha dificuldade de se locomover e passava muito tempo parado com ela (nos intervalos). Ainda assim foi o ator quem “se convidou” para fazer sua participação especial em X-Men: Dias de um futuro esquecido

Atores quase escalados

O ator Mike Vogel chegou a ser contratado para interpretar o personagem Anjo, mas teve que deixar o projeto devido a conflitos de agenda com outro filme em que estava trabalhando na época, Poseidon (2006). A atriz Maggie Grace esteve cotada para interpretar a personagem Kitty Pryde, mas não pôde aceitá-la devido a conflitos de agenda com a série de TV em que trabalhava na época, “Lost”. O ator Josh Holloway, também de “Lost”, recebeu a proposta de interpretar Gambit no filme, mas não a aceitou por considerar o personagem muito parecido com o que interpretava na série de TV. Posteriormente o personagem foi excluído do roteiro.

Sumiço do Norturno

O mutante Noturno ia fazer uma aparição no filme. Alan Cumming, que havia interpretado Noturno em X-Men 2 (2003), estava indo para reprisar o papel, apesar de seu desconforto com a maquiagem protética ele tinha que usar para representar o personagem. A participação era tão curta, que os cineastas sentiram que o processo longo e caro maquiagem não valia a pena, por isso ele foi omitido do filme. O Video Game X-Men: The Official Game (2006) menciona que Noturno se juntou aos X-Men, mas deixou o grupo porque ele não apreciou a sua vida de ação e violência.

Versão do Bryan Singer

A algum tempo atrás, o Universo X-Men conseguiu um conteúdo exclusivo, contendo artes conceituais caso Bryan Singer tivesse dirigido X-Men 3, confira a imagem abaixo e veja muito mais fotos da fênix de Bryan Singer e a destruição que ela causaria aqui

Assim como os filmes anteriores, X-Men: O Confronto Final possui uma grande quantidade de curiosidades, estas são apenas algumas que o UX selecionou. Acha que alguma das curiosidades deveriam estar na lista? Diga nos comentários, e fique ligado para as curiosidades dos outros filmes ainda esta semana.

Fonte: dvdsofaepipoca

Comentários

  • Ezequiel
  • marcos rogerio gomes

    em minha opiniao,, X3 foi melhor que o X1 e o X2, mas , contudo pecou muito com a descartada de Cyclope ( principalmente), e de Mystica. A morte de Jean Grey e do Pr Xavier, tambem negativou o filme. Vi, na net, certa vez, uma montagem, em que aparece o Pr Xavier, encontrando Cyclope vivo, em uma prisao, onde possivelmente seria um X4, o qual seria muito legal se isso acontecesse. Mas, quando eu digo que X3 foi melhor que os anteriores, e porque eu achei que ele teve muito mais açao, do que os outros …

  • Felipe Paludetti

    Vale ressaltar que no primeiro roteiro esboçado pelo Bryan Singer, Emma Frost estaria no filme em uma versão mais velha, quase na mesma idade de Magneto e Xavier e seria interpretada pela Sigourney Weaver. Isso bate com a Emma Frost do First Class que possui a mesma idade que os dois.

  • Aline

    O problema foi esse, ele saiu e o Retner quis mudar o roteiro por achá-lo muito “sombrio”. Aí juntaram a saga da Fênix com o da Cura e ficou essa lambança aí de cima.