GUERRA SILENCIOSA NA MARVEL: Inumanos e The Gifted provam que os X-Men não podem ser substituídos!

Share Button
     
A4

Nos últimos anos os X-Men tiveram um arqui-inimigo inesperado. Não estamos falando de Magneto ou Apocalipse, mas alguém ainda mais perigoso do que a Irmandade de Mutantes. A maior ameaça dos X-Men foram os Inumanos. Se você é um fã de longa data como a gente, deve ter percebido que a palavra “inumano” provocou lamentos mesmo antes da estréia da sua série na TV. Na última semana ocorreu o ponto culminante dessa batalha silenciosa entre Inumanos e X-Men com a estréia das séries Inumanos (da ABC) e The Gifted (da Fox).  Essas séries destacam as diferenças fundamentais entre essas duas equipes do Universo Marvel e provam que um nunca conseguirá substituir o outro. Mas primeiro você terá que aprender sobre essa guerra silenciosa.

Os X-Men estrearam em 1963 com o título The X-Men #1, escrito por Stan Lee com artes de Jack Kirby. Apresentando o próximo estágio da evolução humana, mutantes evoluíram rapidamente para uma metáfora para qualquer perseguição contra minorias. Esses heróis eram odiados e temidos. Os inumanos também foram criados por Stan Lee e Jack Kirby, não estrearam em um título próprio. A Família Real estreou em 1965 em Quarteto Fantástico #45. Esses personagens estranhos e poderosos eram uma ramificação da humanidade que sofreu experimentos extraterrestres há milhares de anos. Todo inumano vivente descende diretamente desses experimentos e possui poderes que se manifestam quando em exposição com as místicas névoas terrígeno.

Apesar de ambos serem duas espécies de humanos melhorados publicados pela Marvel Comics, os 2 grupos raramente interagiram. Enquanto os X-Men subiram no domínio da cultura pop nos anos 90 se tornando um dos quadrinhos mais vendidos e tendo uma série animada na televisão, os Inumanos permaneceram discretos. Eles tiveram uma série de curta duração durante os anos 70 e participaram de algumas histórias aqui e ali, mas eles nunca chegaram perto da popularidade dos X-Men. As crianças dos anos 90 provavelmente identificariam um personagem sombrio de X-Men como Shatterstar muito antes de identificarem o nome do rei Inumano, Raio Negro. Essa popularidade disparada nos anos 90 levaria a uma batalha por direitos autorais 20 anos depois.

E2

Quando a Marvel declarou falência em 1996, isso os fez tomar uma atitude agressiva e tentar conseguir lucro em outra mídia: o cinema. Blade, um filme R-rated de horror/ação estrelando Wesley Snipes como o vampiro anti-herói da Marvel, foi um estouro em 1998 e isso fez com que a Marvel se encorajasse para fazer algo ainda maior no próximo projeto, X-Men. O diretor Bryan Singer adaptou o material de séria, se aproximando dos filmes de quadrinhos próximos ao início dos anos 2000.  O público alvo, que havia se decepcionado com Batman & Robin três anos antes, respondeu de forma positiva ao filme. Havia apenas uma chance para a Marvel sobreviver a crise: vender os direitos cinematográficos dos X-Men para a Fox!

D2

Passados oito anos, a Marvel decidiu experimentar o mundo do cinema com Homem de Ferro de Jon Favreau. Apesar de existir desde os anos 60, Tony Stark só se tornou um nome conhecido depois de ser interpretado por Robert Downey Jr., e desta vez o sucesso permitiu com que a Marvel criasse o seu próprio estúdio, onde ela poderia fazer filmes estrelando os personagens que não era populares na época em que a Marvel vendeu os seus direitos cinematográficos nos anos 90. A maioria desses personagens fazem parte dos Vingadores (Capitão América, Thor, Viúva Negra, Gavião Arqueiro, Homem-Formiga), outros personagens de nichos (Doutor Estranho) ou obscuros (Guardiões da Galáxia). Nesta lista também podemos incluir os Inumanos, personagens que tinham uma presença estável mas bastante moderada na linha editorial da Marvel.

D3

Indo para 2011, a véspera do maior lançamento da Marvel Studios, o filme que  reuniria todos os personagens, Os Vingadores. A Marvel estava comprometida a expandir o seu universo cinematográfico. Havia apenas um problema: Marvel Studios não possuía os direitos dos X-Men. Eles haviam vendido para a Fox décadas atrás para conseguir sobreviver, o que permitiu que eles conseguissem anos depois criar a Marvel Studios. Se a Marvel Studios quisesse uma maneira rápida e fácil de explicar como os seus personagens conseguiram poderes, eles não poderiam dizer que eles eram mutantes como fizeram nos quadrinhos. Eles poderiam, entretanto, dizer que eles tinham DNA Inumano. E foi aí que a guerra silenciosa começou. Chamamos isso de guerra silenciosa não como referência a história dos Inumanos de mesmo nome, mas porque tudo isso é tratado como uma teoria da conspiração por não ser abertamente confirmado pela Marvel.

Tudo o que iremos apontar agora realmente aconteceu, mas a motivação por trás de cada uma dessas coisas não são claras.

  • Dezembro 2013: Um evento inumano expôs a Terra inteira em contato com as névoas terrígeno, fazem assim uma nova população de inumanos despertar, tornando eles funcionalmente similares aos mutantes.
  • Setembro 2014: Os X-Men e o Quarteto-Fantástico (também vendidos para a Fox) começaram a desaparecer do merchandise dos quadrinhos e dos video games.
  • Outubro 2014: Marvel anunciou um filme de estréia dos Inumanos programado para novembro de 2018.
  • Dezembro 2014: Marvel reconta a história de Mercúrio e Feiticeira Escarlate, filhos mutantes de Magneto,fazendo com que eles deixassem de ser mutantes e filhos do Magneto; tudo isso foi feito durante a época da estréia deles em Vingadores: A  Era de Ultron, um filme que não pode chamá-los de mutantes, já que a palavra “mutante” pertence a Fox.
  • Maio 2015: A linha editorial dos X-Men passou de 17 títulos em 2013 para 7 em 2015; Marvel cancelou os títulos do Quarteto-Fantástico, outra propriedade da Marvel que pertence a Fox.
  • Novembro 2015: A Marvel iniciou nos quadrinhos uma história onde as névoas terrígeno matam os mutantes.
  • 2016-2017: Os títulos de Inumanos são maiores do que nunca, com uma programação rotativa de histórias da equipe (Uncanny Inhumans, All-New Inhumans, Guerras Secretas),  participações em outros títulos (Moon Girl e Devil Dinosaur) e revistas solo (Miss Marvel, Karnak, Raio Negro).

É difícil não perceber a ascenção dos Inumanos e a queda dos X-Men nesse período de 4 anos. Tudo isso começou a acontecer quando os Inumanos apareceram na série de televisão da ABC, Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. Nos últimos meses houve um aumento no conteúdo X-Men na Marvel conforme a linha cresceu e a história das mortes por terrígeno se resolveu (literalmente em uma história chamada Inumanos vs X-Men). 2017 é o primeiro ano que não se sente que os X-Men estão sendo diminuídos. Então algo aconteceu em 2016: os planos para o filme dos Inumanos em 2018 foram mudados e agora nós temos uma série de TV deles, que estreou nos cinemas em IMAX e ficou em cartaz durante uma semana. E nós também temos The Gifted, o acordo mais recente feito entre Marvel e Fox depois de 20 anos.

D6

Foi uma grande caminhada até chegarmos neste ponto, mas tivemos que explicar o fardo que os fãs de X-Men viveram nos últimos anos.  Mas depois de tudo isso, essa semana foi doce para os fãs. Para ser claro, somos fãs de X-Men em primeiro lugar e fãs da Marvel em segundo, com isso queremos dizer que não queremos que nenhum projeto da Marvel Studio fracasse. Queremos gostar de Punho de Ferro, então você sabe, foi bom ter uma série dos Inumanos também. Acreditamos que há espaço suficiente para ambos na Marvel, Inumanos e X-Men, mas agindo como  sere shumanos irracionais com um cérebro emotivo, também juntamos elementos das duas propriedades em benefício dos Inumanos. Quando eu vejo Medusa e Raio Negro, eu vejo interações entre Fênix e Ciclope, personagens que a Marvel tinha direitos 20 anos atrás. Então, vendo as reações negativas que os Inumanos receberam, nós sentimos que os X-Men são definitivamente os vencedores dessa guerra silenciosa.

E1

The Gifted, que estreou apenas 3 dias após Inumanos é muito boa (e louvada). Esses duas séries ajudam a demonstrar perfeitamente porque essa guerra silenciosa foi boba desde o começo e porque os Inumanos nunca poderão substituir os X-Men. Está tudo lá no piloto de cada série: Inumanos e The Gifted começam com duas meninas super-poderosas sendo perseguidas por perigosas agencias governamentais. Em Inumanos, a garota desconhecida morre e o seu socorrista Triton (Mike Soh) aparece imediatamente. Nós não conhecemos esses personagens e todos os outros Inumanos que aparecem igualmente não nos causam o sentimento de identificação. Em The Gifted essa garota é uma teleportadora chamada Clarice (codinome, Blink, interpretada por Jamie Chung), que usa os seus poderes para escapar e se torna o personagem que nos apresenta esse mundo maior. Nós ficamos com ela, uma perdedora e fugitiva, nos apegamos a ela.

Como mostrado na série, os Inumanos são geneticamente e psicologicamente diferentes da humanidade. Eles cavaram na Lua e criaram a sua própria sociedade (com o seu próprio sistema de castas, incluindo escravos). Eles são separados, distantes, não são do nosso mundo. E quando eles vem para o nosso mundo, como Raio Negro (Anson Mount) fez, eles são enfeitiçados por telefones celulares e a ideia de fazer compras. Como nos quadrinhos, quando você se torna um inumano, você se torna parte de uma monarquia em estilo medieval e se você não tem poderes inumanos chamativos, vai para o poço.

D5

Compare isso com o que nós vimos em The Gifted, que pulsa com emoção  humana crua, apesar da série focar em mutantes super-poderosos. Esses são os personagens que nos ligamos, como a temperamental Polaris (Emma Dumont), a mãe arrogante Caitlin (Amy Acker), e os adolescentes poderosos, Lauren (Natalie Alyn Lind) e Andy (Percy Hynes White). Esses personagens são confusos, defeituosos e baseados na Terra (Georgia, para ser exato). É isso o que os X-Men são nos quadrinhos. Os mutantes não são parte de uma monarquia: eles lutam para sobreviver e se tiverem sorte, encontrarão uma família para substituir a que perderam no caminho. É isso o que nós temos em The Gifted, como a família Strucker que cria uma aliança incômoda com a Mutant Underground.

Os inumanos jamais conseguirão substituir os X-Men porque eles são uma proposta completamente diferente. Os Inumanos são majestosos enquanto os X-Men são reais. Os Inumanos são uma fantasia, enquanto os X-Men são dramas reais. Os Inumanos existem acima de você, enquanto os X-Men operam próximo a você. Existe lugar para ambas as equipes assim como também existe espaço para as duas séries poderem ser grandes. Mas, depois de 4 anos de guerra silenciosa, ficamos contentes de The Gifted tenha saído no topo.

TRADUÇÃO: Decider

Comentários

  • Sérgio Martinsvieira

    Ótimo texto, parabéns para quem escreveu!!!!

  • Anderson Souza

    Excelente ponto de vista. #XMenForever

  • lorenzo

    completamente de acordo

  • Marlon

    O texto é muito bom, mas faltaram duas informações importantes:

    1 – A série Gifted é co-produzida pela Marvel.
    2 – A equipe que trabalha na Marvel Studios(filmes), não está mais ligada à equipe que trabalha nas séries de TV e quadrinhos.

  • Murilo

    Muito bom ^^

  • Remy

    A justiça tarda mas não falha! #XMEN

  • Diogo Bernardes

    X-men São os melhores personagens dos quadrinho e TV, nunca poderao desaparecer.

  • Shadow

    X- men é um estilo de vida ! Lembro quando eu era novinho e parava tudo só para assistir x men na FoxKids kkkkk. Espero que os etudios se entendam mesmo e que possam fluir boas histotias.