Matthew Vaughn afirma que adoraria fazer outro filme do Quarteto Fantástico!

Share Button
     
matthew-vaughn-flash-gordon

Embora Matthew Vaughn esteja direcionando grande parte do seu foco em Kingsman: O Círculo Dourado, o diretor também falou sobre alguns de seus recentes e futuros outros projetos, incluindo o reboot mais recente da franquia do Quarteto Fantástico. Vaughn foi o produtor do filme de 2015 e considera a equipe como sua “favorita”, apesar do fato de que o filme de 2015 foi um fracasso total, tanto em crítica e em público. mas ele garante que esse fracasso não tirará a glória do Quarteto, e que estaria disposto a dar mais uma chance a Família Fantástica.

Em uma entrevista ao Cinemablend, o diretor disse que se sentiu na obrigação de fazer um outro filme do Quarteto, já que o último foi um fiasco total.

“Gostaria muito de dirigir um novo filme do Quarteto Fantástico, na verdade, é quase uma obrigação. Precisamos fazer algo que seja como um pedido de desculpas para todos os fãs que se decepcionaram recentemente. É uma das minhas equipes favoritas dos quadrinhos. Talvez um dia eu possa redimi-los no cinema.”

Além de ser fracasso em crítica e público, o reboot do Quarteto Fantástico contou com atrito interno entre diretor e elenco, diretor e estúdio, assim como entre os próprios membros da produção, além disso tudo, o filme conseguiu entrar na lista dos piores filmes de super-heróis dos últimos anos. Não é nenhuma surpresa que Vaughn reconheça isso, especialmente porque ele não é nenhum forasteiro ao gênero dos super-heróis. Além de dirigir ambos os filmes Kingsman, Vaughn dirigiu Kick-Ass e X-Men: Primeira Classe, além de ser um dos favoritos para dirigir a continuação de Homem de Aço, da DC.

Vale lembrar que a FOX está produzindo um filme solo sobre o Dr. Destino, com o roteirista de Legião como o diretor, assim como tem um projeto de filme em andamento focado em Franklin e Valéria Richards, tendo o Coisa e o Tocha Humana como personagens de apoio.

Fonte: Cinemablend

Comentários

  • lorenzo

    Seriam boas notícias, esperançosamente e